Vibe do Amor

Ideias de amor desinteressado

Campanha Água para a Índia 09/09/2013

Charity-Water-Logo1

Daí que através da dica da linda prima Fabiana Bartholo eu descobri um novo mundo!!!! O daquelas pessoas e organizações que querem levar água limpa e potável para cada ser humano do mundo. Aguenta coração porque isso é amor desinteressado pra mais de metro!

A Galera do Chatity Water dedicou o mês de Setembro à Índia, mas vários outros países já entraram nessa lista que preza pela dignidade humana. O objetivo é levar água potável para 100 vilarejos de Orissa, um dos estados mais pobre do país.

O projeto é dividido em três etapas de atuação. Todas as famílias recebem exatamente o mesmo tratamento, sem descriminações. A primeira etapa preza pela implementação de banheiros e sanitários em suas casas e cada família deve construir sua própria estrutura. A segunda etapa prevê a construção conjunta de uma caixa d´água comunitária que recebe água de uma fonte segura e limpa e, finalmente, cada família recebe três torneiras com água encanada – um na cozinha, banheiro e chuveiro. Simples, né?

charity-water22

O projeto trabalha com a responsabilidade individual de cada família, ao mesmo tempo que incentiva a integração da comunidade. O melhor disso é que todos nós podemos ajudar, já que se trata de um projeto de financiamento colaborativo (já falamos disso aqui no Vibe). É a ideia da vaquinha virtual, onde cada pessoa desinteressadamente apaixonada doa um pouco e de pouquinho em pouquinho ajudamos o projeto a transformar o mundo e a torná-lo um ambiente mais igualitário e saudável para todos.

Esses mesmos caras já fundaram 8,944 projetos para distribuição de água potável em 20 diferentes países do mundo e eles trabalham sob três prismas que são de fundamental importância: (1) Total independência porque o projeto é 100% financiado por pessoas físicas interessadas em ajudar; (2) Todos os projetos em desenvolvimento estão mapeados pelo Google o que facilita a transparência do processo já que qualquer pessoa pode acessar sua localidade e funcionamento e (3) Empoderamento das comunidades locais, já que eles usam a mão de obra de implementação e de monitoramento daqueles que vivem nas localidades que recebem o projeto. Ô Nossa Senhora da Coisa Linda!

Fiquem com o vídeo institucional da Campanha e apaixonem-se:

 

Ryan Hreljac e a África 03/04/2012

O xuxu master do Ryan nasceu no Canadá em 1991 e hoje ele tem 21 anos. Quando ele ainda era pequenininho, na escola, sua professora comentou sobre a vida das crianças na África e sobre os riscos de se morrer de sede, já que não existem poços de onde tirar água. Esse é a hora do clique, onde nossos valores se invertem e nós comparamos a dificuldade alheia face à nossa extrema facilidade de abrir a torneira de casa e deixar a água correndo.

O Ryan perguntou quanto custaria para levar água a eles. A professora pensou um pouco, e se lembrou de uma organização chamada WaterCan, dedicada ao tema, e lhe disse que um pequeno poço poderia custar cerca de 70 dólares. Daí, o xuxu foi pedir dinheiro à sua mãe, Susan que disse que ele deveria conseguir a grana sozinho. Assim, a Susan foi dando tarefas ao Ryan que ganhava alguns dólares por semana à cada serviço feito. E, finalmente, ele reuniu os 70 dólares e pediu à sua mãe que o acompanhasse à sede da WaterCan para comprar seu poço. Porém, quando ele foi atendido, descobriu que o custo real da perfuração de um poço era de 2.000 dólares.

Susan deixou claro que ela não poderia lhe dar 2.000 dólares por mais que limpasse cristais durante toda a vida, porém Ryan não se rendeu e convenceu toda a sua família a trabalhar: seus irmãos, vizinhos e amigos. Todo o bairro, junto, conseguiu juntar os tais dos 2.000 dólares e Ryan voltou para pedir seu poço.

E PLIM! Em janeiro de 1999 foi perfurado o primeiro poço em uma cidade no norte de Uganda. A partir daí tudo mudou e o Ryan não parou de arrecadar fundos e de viajar buscando apoios e meios de continuar seu projeto. Quando o poço de Angola ficou pronto, o colégio do Ryan começou a se corresponder com as crianças do colégio que ficava ao lado do poço, na África. E PLIM, de novo! O Ryan conheceu o Akana, um jovenzinho que escapou do exército de meninos e que lutava para estudar.

Com um grande esforço, os pais do Ryan mandaram ele para a África, pela primeira vez, onde ele conheceu pessoalmente o seu novo amigo e percebeu o real impacto do seu trabalho. Ryan ficou impressionado como todos da cidade sabiam seu nome e foi informado que todo mundo que vivia há, pelo menos, 100 quilômetros dali sabia quem ele era!

Hoje em dia, o Ryan, que estuda para ser engenheiro hidráulico, tem sua própria fundação e conseguiu levar mais de 400 poços à África. A Fundação também proporciona educação aos nativos e cuida dos poços e da água. Mais uma idéia simples, que nasceu simples e que pode mudar o mundo. Parabéns ao Ryan pela iniciativa e por todo o amor desinteressado que lhe
transborda.

 

Drop Solidário 28/07/2011

(Por Gabriela)

Ontem eu recebi um e-mail da publicitária social Mariana Rocha, onde eu conheci o lindo trabalho da ONG Waves for Water. E ai eu surtei!!! Nessa inconstância do meu ser, eu me apaixonei perdidamente pelo projeto e agora eu quero achar uma maneira de fazer parte dele. Por isso divulgo o projeto para buscar expedidores interessados em montar uma viagem social em breve!!! rs

O projeto se chama “Amazônia. Um Drop solidário” (http://www.dropsolidario.com.br/hotsite/home.html) e narra a expedição feita pela ONG, juntamente com algumas empresas interessadas na foz do rio Amazonas. Essa expedição durou uma semana e distribuiu 200 filtros portáteis, de fácil montagem para 13 comunidades ribeirinhas que não tem acesso à água limpa. É inimaginável mas na região de maior capacidade fluvial do mundo, 54% da população não tem acesso a água potável. Acreditam?

O Jon Rose é surfista profissional e virou um ambientalista sem fins lucrativos. Mais um desses xuxuzinhos donos de idéias incrivelmente simples que empenham seu talento pessoal em nome das necessidades do planeta. O Jon fundou a organização “Ondas para Água” (Waves for Water – http://www.wavesforwater.org ) para passar pelos quatro cantos do mundo trazendo tecnologia de água limpa para lugares onde a água é muito difícil de encontrar. Em apenas 20 minutos eles transformam qualquer tipo de água em água potável e pronta para beber!

O sistema é super simples e pode ser operacionalizado pela própria comunidade, depois que a ONG vai embora. Basta ter um balde limpo ou qualquer recipiente plástico, perfurar um buraco de 1,5 polegadas no fundo do balde, aparafusar o conector, a mangueira e o filtro para o balde. Pronto, daí você enche seu balde com água de qualquer fonte, baixa a cabeça do filtro abaixo da linha de água e deixar a gravidade fazer o resto. PLIM!

A proposta aqui é que todo mundo se disponha a fazer viagens solidárias ou, como eles chamam: Viagens com propósitos! Ou seja, se você vai viajar, entre em contato com os caras e peça que eles te enviem os filtros para que você possa distribuir para quem precisa enquanto faz turismo. Essa é a idéia presente na linda frase do Jon: “Faça o que você ama enquanto ajuda alguém”.

O amor desinteressado do Jon permite que ele continue surfando em todos os lugares para onde ele viaja e eu já tô doida para sair em missão… Quem fecha? rs

 

 
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 62 outros seguidores